Tratamentos baseados em computadores e smartphones são eficazes na redução de sintomas depressivos

83 estudos testando aplicativos digitais para o tratamento da depressão

Tratamentos baseados em computadores e smartphones são eficazes na redução de sintomas depressivos: de acordo com uma pesquisa publicada pela Associação Americana de Psicologia, intervenções digitais possuem um papel valioso na oferta de tratamentos, especialmente quando acompanhadas por algum tipo de orientação humana. Embora não sejam tão eficazes quanto a psicoterapia face a face, essas ferramentas oferecem uma alternativa à crescente demanda por soluções de problemas relacionados à saúde mental durante a pandemia.

As intervenções digitais normalmente exigem que os pacientes façam login em um programa de software, site ou aplicativo para ler, assistir, ouvir e interagir com o conteúdo estruturado como uma série de módulos ou aulas.

Os pesquisadores realizaram uma meta-análise de 83 estudos testando aplicativos digitais para o tratamento da depressão, datando de 1990 e envolvendo mais de 15.000 participantes no total, 80% adultos e 69,5% mulheres. As informações são do site ScienceDaily.

“O ano de 2020 marcou 30 anos desde que o primeiro artigo foi publicado sobre uma intervenção digital para o tratamento da depressão. Ele também marcou um ponto de inflexão sem paralelo na conversão mundial de serviços de saúde mental de entrega face a face para soluções digitais remotas em resposta à pandemia COVID-19 “, disse o autor principal Isaac Moshe, MA, doutorando da Universidade de Helsinque. “Dada a adoção acelerada de intervenções digitais, é oportuno e importante perguntar até que ponto as intervenções digitais são eficazes no tratamento da depressão, se podem fornecer alternativas viáveis ​​para psicoterapia face a face fora do laboratório e quais são as fatores-chave que moderam os resultados. “

Fonte: https://www.sciencedaily.com