El Salvador vai utilizar vulcões para minerar moeda digital

A empresa estatal de energia geotérmica do país irá utilizar a energia derivada de vulcões, muito barata e renovável

El Salvador vai utilizar vulcões para minerar moeda digital

A empresa estatal de energia geotérmica do país irá utilizar a energia derivada de vulcões, muito barata e renovável

O país é o primeiro do mundo a adotar uma moeda digital como “curso forçado” (aceita por força de lei). A empresa estatal de energia geotérmica do país irá utilizar a energia derivada de vulcões, muito barata e renovável, para a mineração dos ativos digitais. As informações são da rede NPR.

O presidente de El Salvador anunciou na quarta-feira que a empresa estatal de energia geotérmica do país começaria a usar energia derivada de vulcões para a mineração de Bitcoin.

O anúncio na mídia social veio poucas horas depois que o congresso da nação centro-americana votou para tornar a criptomoeda uma moeda com curso legal aceitável.

“Acabei de instruir o presidente da @LaGeoSV (nossa empresa estatal de eletricidade geotérmica) a apresentar um plano para oferecer instalações para mineração #Bitcoin com energia muito barata, 100% limpa, 100% renovável e com emissões 0 de nosso vulcões ” , tuitou o presidente Nayib Bukele . “Isso vai evoluir rápido!”

A mineração de bitcoins tem sofrido muito por ser prejudicial ao meio ambiente, já que requer enormes quantidades de eletricidade para alimentar os computadores que geram a moeda invisível.

Mas os impulsionadores da criptomoeda, como o CEO do Twitter Jack Dorsey , dizem que a mineração de Bitcoin pode levar a mais projetos de energia renovável, como o que está sendo anunciado em El Salvador.

Quanta energia estamos falando?

Existe um livro-razão descentralizado de transações Bitcoin, conhecido como blockchain.

Novas entradas nesse livro-razão são criadas quando alguém – ou melhor, seu computador – resolve um quebra-cabeça matemático complexo para verificar transações anteriores.

Há um pagamento potencialmente significativo. Se você resolver um desses quebra-cabeças, poderá processar o próximo bloco naquele livro-razão enorme e ganhar, ou “meu”, 6,25 Bitcoin, que vale quase $ 230.000 hoje , mais quaisquer taxas de transação.

Isso, ao que parece, requer imensa capacidade de computação para operar as máquinas super-rápidas que resolvem esses problemas matemáticos e resfriá-las quando superaquecem.

Com mineradores de Bitcoins localizados em todo o mundo, a conta geral de energia é imensa.

De acordo com o Cambridge Bitcoin Electricity Consumption Index , a mineração mundial de Bitcoin usa cerca de 105 terawatts-hora de eletricidade por ano. Isso é mais do que toda a eletricidade usada anualmente nas Filipinas, estima a universidade.

Essas revelações geraram indignação com o alto custo ambiental da mineração de Bitcoins.

Eles também levaram as empresas a encontrar maneiras mais limpas – e mais baratas – de extrair a valiosa criptomoeda. A Forbes relatou que uma empresa chamada Northern Bitcoin montou um data center em uma antiga mina de metal norueguesa e usa energia hidroelétrica e eólica para operar seus computadores, bem como água fria de um fiorde próximo para resfriar as máquinas.

Com energia geotérmica, como a que será usada em El Salvador , o vulcão escaldante aquece a água no subsolo, criando uma onda de vapor poderoso que pode girar turbinas e gerar eletricidade.

Experiência de Bitcoin de El Salvador

A nova lei de El Salvador torna o Bitcoin com curso legal, juntando-se ao dólar americano como a única outra moeda oficial no país.

De acordo com a lei, cerca de 70% da população do país não tem acesso aos “serviços financeiros tradicionais”. O presidente Bukele disse que espera que fazer o Bitcoin com curso legal impulsione os investimentos no país e aumente a riqueza de seus cidadãos.

A lei também exige que o governo forneça “o treinamento e os mecanismos necessários” para que os salvadorenhos tenham acesso às transações Bitcoin.

Ainda não está claro se outros países seguirão o exemplo.

Os críticos alertaram que o valor da criptomoeda é volátil. E um porta – voz do Fundo Monetário Internacional disse que a designação do Bitcoin como moeda legal “levanta uma série de questões macroeconômicas, financeiras e jurídicas que requerem uma análise muito cuidadosa”.

E tem mais ...

Gostou? Compartilhe!

Share on facebook
No Facebook
Share on twitter
No Twitter
Share on linkedin
No Linkdin
Share on pinterest
No Pinterest

Em alta!

Leave a comment