Como fazer Marketing digital

Recentemente ouvi um amigo se referir aos Jornais impressos como zumbis, pois na visão dele é nisso que a mídia tradicional se transformou, em mortos vivos que não servem para nada.

Fico atento quando ouço “gurus” que afirmam ter as respostas para os tempos atuais onde as Redes Sociais como blogs, twitter, facebook, google+ entre muitas outras imperam, pois como afirmar que se aprendeu tudo sobre algo que muda constantemente?

Segue abaixo uma matéria bacana extraída do site Webinsider.

Os modelos tradicionais de assessoria de imprensa, publicidade e relações públicas se tornaram obsoletos. O desafio agora é energizar a comunidade com a qual você quer conversar.

Com o fim da mídia tal qual a conhecemos, os empresários estão sem saber o que fazer para aparecer no mercado. Hoje, ter o nome da sua empresa publicado nos jornais ou veiculado nas TVs, rádios e websites já não tem o impacto de antes.  Ninguém mais pode avaliar com acuidade o retorno do investimento em assessoria de imprensa, publicidade ou qualquer outro setor ligado à comunicação.

O que ocorre é que o público, tendo à sua disposição blogs, twitters, facebooks e outras ferramentas de interação,  quer conversar, bater papo, interagir. Não se contenta mais em simplesmente engolir o que recebe mastigado da mídia tradicional.

É o chamado marketing social ou marketing de referência. Ao invés de ser influenciado pelo anúncio da TV, ou pesquisar no Google o melhor produto ou serviço a comprar, o importante é contar com um amigo do Facebook ou do LinkedIn para indicar o que escolher.

Vivemos uma época de intensa mudança em tudo que se refere ao marketing. Por isto mesmo, a estratégia de uma empresa para lidar com as redes sociais deve ficar a cargo do setor que entende, os profissionais de redes sociais, hoje chamados de “energizadores de comunidades”.  E não com a direção executiva, RH, marketing ou TI.

Foi o que constatou um amplo estudo (Digital Readiness Report) realizado com empresas americanas e divulgado recentemente. O que fica claro com esta pesquisa é que, num momento em que os aspectos digital e social da comunicação estão ganhando cada vez mais relevância, as empresas precisam avaliar, rapidamente, se contam com pessoal de marketing (ou relações públicas) devidamente capacitado para lidar com o marketing nas redes sociais.

O trabalho de RP que vem sendo feito na internet está melhorando a visibilidade da sua empresa? Os funcionários dos setores de relações públicas e marketing têm acesso às ferramentas de RP digital que precisam para oferecer um trabalho competitivo em um mundo RP 2.0?

Pois é. A realidade mostra que os profissionais destas áreas não estão preparados para trabalhar com marketing nas redes sociais. Ou porque não conhecem o que está se passando ou não foram treinados para isto.

A verdade é: a área de relações públicas assumiu um papel totalmente novo nas empresas nos últimos dois ou três anos. O setor vem sofrendo a mudança mais drástica desde a invenção do e-mail. E tudo está ocorrendo numa velocidade espantosa. As escolas, no entanto, continuam preparando novos profissionais sem levar em consideração os blogs, as redes sociais e até mesmo a internet.

Agora que toda empresa que se promove na internet é, na verdade, uma empresa de comunicação, é importante começar a pensar como uma delas. Para as que querem estar à frente do processo digital, aqui estão seis perguntas que permitirão avaliar se seus profissionais de RP estão preparados para a tarefa:

  1. A participação da empresa nas redes sociais está sendo feita sem que se dê atenção à otimização das ferramentas de busca?
  2. O trabalho nas redes sociais e de otimização das ferramentas de busca é feito em conjunto?
  3. A estratégia digital de RP inclui site e ferramentas de busca “friendly?”
  4. Na sua estratégia de conteúdo para as redes sociais onde entra o blog?
  5. A empresa tem o perfil de sua audiência alvo e qual é a melhor maneira de atingir esta audiência?
  6. Como a sua empresa de RP pode ser definida em termos de atuação: tradicional ou RP digital, incluindo redes sociais e otimização das ferramentas de busca?

As respostas a estas perguntas, certamente, não serão encontrados nos modelos tradicionais de jornalismo, comunicação e RP tal como conhecemos nas últimas décadas. Será preciso construir uma nova abordagem, com soluções que saiam de dentro das empresas em colaboração com profissionais aptos a dialogar com o novo mundo digital e interagir com seus atores.

 

Autor:  Por Bruno Athayde Soares ( Webinsider )
02 de agosto de 2012, 14:20

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*

Protected by WP Anti Spam