Cientistas querem utilizar bioacústica e IA para monitorar biodiversidade ao longo do tempo

Cientistas querem utilizar bioacústica e IA para monitorar biodiversidade ao longo do tempo

Espécies se adaptam a um nicho acústico para comunicarem entre si, ocupando praticamente todas as frequências disponíveis. O objetivo é caracterizar paisagens sonoras naturais e utilizar esses dados como base para medir como os ecossistemas estão respondendo a mudanças climáticas ou alterações induzidas pela civilização. As informações são do site Phys.

Já vimos como a falta de compreensão dos processos interligados que sustentam os serviços ecossistêmicos levou à má gestão, com impactos negativos sobre o meio ambiente, a economia e o nosso bem-estar. Precisamos de um sistema completo, evidências- abordagem baseada para tomar as decisões certas no futuro. Nossa estrutura de máquina do tempo é um passo importante em direção a esse objetivo.

Dra. Luisa Orsini, é Professora Associada da University of Birmingham e Fellow do The Alan Turing Institute

Fonte: https://phys.org/news