Chile pretende exportar energia solar para China por meio de cabo submarino

Chile pretende exportar energia solar para China por meio de cabo submarino

O projeto “Antípodas” tem como objetivo aproveitar o potencial solar do Deserto do Atacama, região com maior incidência de radiação solar no mundo, e produzir até 600 GW de energia fotovoltaica. O projeto ainda conta com a vantagem de os dois países estarem em hemisférios diferentes, produzindo energia em períodos do dia e estações do ano invertidas entre o Chile e China. As informações são do site PV Magazine.

“Temos os desertos com a maior radiação solar do mundo e um potencial gigantesco de geração de energia solar limpa, renovável e econômica, que podemos exportar em nossos dias para abastecer os países asiáticos”, disse Piñera.

Sebastián Piñera – Presidente do Chile

Fonte: https://www.pv-magazine.com