Lixo nuclear armazenado poderia gerar energia elétrica nos EUA por 100 anos

Lixo nuclear armazenado poderia gerar energia elétrica nos EUA por 100 anos

Reatores nucleares rápidos, tecnologia muito segura desenvolvida na década de 60, está sendo reavaliada por duas startups, Oklo e TerraPower (esta última fundada por Bill Gates). Atualmente, a Rússia é o único país que produz eletricidade com reatores rápidos, mas a China e Índia têm planos para construir seus próprios reatores.

Fonte: CNBC

Tecnologia de fusão nuclear pode permitir extração de energia geotérmica ultraprofunda

Tecnologia de fusão nuclear pode permitir extração de energia geotérmica ultraprofunda

A perfuração até camadas profundas da Terra é muito difícil para brocas tradicionais. Pesquisadores do MIT estão testando feixes de energia direcionada para vaporizar a rocha, em um processo chamado de espalação. Uma das tecnologias utilizadas seria o girotron, que aquece o plasma dentro de reatores nucleares. De acordo com o MIT, há tanto calor abaixo da superfície da Terra, que captar apenas 0,1% poderia suprir as necessidades de energia do mundo inteiro por mais de 20 milhões de anos.

Fonte: site New Atlas

Cientistas conseguem transmitir dados através de radiação nuclear

Cientistas conseguem transmitir dados através de radiação nuclear

A técnica como meio de comunicação sem fio possui aplicações onde transmissões eletromagnéticas convencionais não são viáveis ou em cenários críticos de segurança, como dentro de contenções de reatores nucleares, cofres e anteparas de estruturas marítimas. As informações são do site ScienceDaily.

Fonte: https://www.sciencedaily.com